sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Cio da Deusa

Cio da Deusa

Vida nova a todos nós, todos os dias.
Que a terra nos presenteie esse ano,
com comida e amor,

Que a Deusa em seu cio, estimulada pela luz de sua metade,
Regada pelo cristal das chuvas,
Brote suas sementes,
Nos abra os sentidos,
Para que escutemos o chamado do silênco,
E respiremos o cio da terra,
Clamemos por ele.

Gritemos o nosso cio.
Em sonhos, em sangue,
Em campos, em sexos,
Em partos, em gozo,
Em mãos, em pés.

Liberdade para fluir o amor,
Esse cio desesperado,
Fogo que ascende a terra que é nosso corpo,
Faz jorrar nossas águas,
E nos enche da leveza do ar.

Unamo-nos,
Alma, corpo espírito,
Num cio louco
E agradeçamos a terra,
Essa Deusa,
Que toda a vida nos dá.

Um comentário:

  1. Muito bacana o texto. Alguém sabe quem o compôs e qual sua inspiração para escrevê-lo?

    nilodimoraes@pop.com.br

    ResponderExcluir