quarta-feira, 21 de julho de 2010

Leite

Se tivessem me contado que amamentar era tão bom, e que eu ia me sentir sexualmente satisfeita(o que não me impede de querer mais sexo, claro), eu teria ficado grávida antes!

Enfim... Vaca!!!
E só sendo profana mesmo p/ falar isso sem conseguir se sentir culpada!!Juro que eu tento!
hahahahah

Ai, que farei quando não puder amamentar mais? Com quantas pessoas terei que copular loucamente p/ me sentir assim?

O que ninguém conta p/ nós mulheres é que amamentar é uma das coisas mais sexuais que nosso corpo pode proporcionar...E para variar, essa sociedade que eu acho cada vez mais louca e com menos sentido nos faz sentir culpa por tudo o que é natural e sexual, chamando de sagrado tudo o que é profano...Mais um fator ajudante na depressão pós parto!! Ô mundo doido, que nos adoece...

E o mito é que amamentar dói!!! No começo pode até doer um pouco, porque a mulher e o bebê estão aprendendo a amamentar/mamar, a mulher está formando o bico...é tipo as primeiras vezes que a gente trepa, sabe? Mas depois é sensacional de delicioso!! Nossa, muito bom mesmo...

Claro que acordar de madrugada cansa, mas nada que vários cochilos durante o dia não resolvam...
E claro, é preciso libertar-se para dar vazão ao prazer...E é preciso preparar o corpo p/ o processo!!

Já viu alguém gozar fácil sem se masturbar? Claro que não, a masturbação é o chamado instintivo de nosso corpo para desenvolver a genitália, e para variar é uma prática tão tolhida para nós, mulheres...

Amamentar é a mesma coisa - passar sabonete nos mamilos é desastroso, se vc é mulher e pretende ter filhos e amamentar algum dia na sua vida, PARE HOJE! Mas a melhor coisa é, quando descobrir a gravidez, fazer top less...sim, top less! 10min todo dia antes das 10h e depois das 16h, e seu peito vai estar pronto!Só, simples e sem um monnte de remédios, bucha, hidratantes...Sem rachaduras, sem dores, sem nada disso!

Pior que os mitos assustadores da amamentação, só o mito de que parto normal alarga a mulher...Esse era profundamente irritante, toda vez que eu ouvia isso antes do parto bufava de raiva, mas depois do parto, em que eu virei virgem de novo, isso virou uma piada...

Será o Pietro tipo um anti-Cristo, que transforma a mãe puta em virgem putíssima?

Um comentário:

  1. Que bonito, esse post. Não profano, mas natural, humano- a beleza e força da maternidade.

    Toda mãe tem algo de puta, toda puta tem algo de mãe. Foi a sociedade judaico-cristã que as separou, que as tornou antagônicas.

    ResponderExcluir