segunda-feira, 3 de maio de 2010

Uma poesia de chegada

Olá pessoal...
Na altura das minhas quase 37 semanas, ando numa fase meio improdutiva e cansada...Com a cabeça cheia e sem conseguir mesmo tirar a atenção do meu corpo...
Por isso ando pegando coisas bacanas por aí e vou compartilhá-las com vcs.
Uma é este poema, feito pela materna Anna Marcia antes de dar a luz ao Mattias...
Bem vindo, menino lindo!
Até!!


Carta ao Mattias 30.04.2010

Deixa eu falar
Que hoje eu to mais cheia que a Lua
Que a nossa primeira orquídea desabrochou
Que toda noite me penso se será a tua
E de manhã eu vejo que você não chegou

Mas escuta que aqui fora eu juro
Que não tudo é sempre escuro
Que às vezes o melhor mesmo é chorar
Até perceber que a noite também tem luar

Mas hoje eu sinto o sol
Que faz nutrir a flor
E hoje, ao por-do-Sol
Será que EU suporto a dor?

Será que a Lua ela mesma adivinha
Se já é hora de se deixar minguar?
E escondida se fazer novinha
Antes que cresça alguma noite a brilhar?.....

Do mesmo jeito que a flor se abria
Ao calor do Sol essa manhã
Me diga, Lua, se o Sol permitiria
Que minha flor se abrisse, dessa noite pra amanhã...

Nenhum comentário:

Postar um comentário