segunda-feira, 17 de maio de 2010

Cuba e a homofobia

Liberdade sexual para além do mercado...
=)
Ainda é um enorme tabu por lá, por com certeza a liberdade conquistada lá é bem mais a frente que aqui. Um exemplo disso é que enquanto nossa liberdade de ser algo distinto de heterossexual se restringe a pegar a baladinha GLS e o show de Drag, a deles inclui cirurgia de troca de sexo pelo serviço público de saúde. Isso sim é direito!
Até!
Bjos




Em: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/05/cuba-celebra-jornada-contra-homofobia.html

15/05/2010 14h46 - Atualizado em 15/05/2010 14h57

Cuba celebra jornada anti-homofobia

União entre pessoas do mesmo sexo já foi descriminalizada em Cuba.
Filha do presidente Raul Castro lidera Centro Nacional de Educação Sexual.

Da Reuters

imprimir

Cuba, que desde 2008 realiza operações gratuitas para mudança de sexo, seguirá lutando a favor dos direitos das minorias sexuais, disse neste sábado (15) a filha do presidente do país, Raul Castro, durante a Jornada contra a Homofobia.

Mariela Castro, psicóloga de 47 anos, lidera o Centro Nacional de Educação Sexual, uma instituição que tem conseguido melhorar a imagem da ilha neste assunto - nos idos da década de 1960, Cuba marginalizava homossexuais e os mandava para campos de trabalho.

É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem. Mariela Castro, ao centro, celebra a Jornada no centro de Havana (Foto: AFP)

"Estamos aqui, cubanos e cubanas, para seguir lutando pela inclusão, para que esta seja a luta por todas e todos", disse ela.

Entre os esforços do instituto estão as iniciativas para mudança de identidade de transexuais e a união civil entre pessoas do mesmo sexo, bandeiras que têm chocado setores conservadores da ilha. A união civil homossexual ainda não é prevista em lei.

A união entre pessoas do mesmo sexo já foi descriminalizada em Cuba, mas ainda há casos de perseguição da polícia a homossexuais

Nenhum comentário:

Postar um comentário