domingo, 24 de maio de 2009

ultimamente...

Imagine viver sem saudades...
Sem futuros longínquos...
Sem trsitezas, sem incertezas...
Isso tudo acontece quando se vive no presente.
Quando o presente é um sonho doce para o qual não se desperterá, porque você já está acordado.
Viver o sonho porque tudo o que você faz durante o dia é exatamente o que você queria estar fazendo, e você é feliz 24 horas por dia.
Querer que os dias tivessem 48h para se viver mais tempo assim.
Querer que o sono seja o mínimo, porque é muito muito bom estar acordado.
Não imaginar um dia de 2h para que o ano passe mais rápido, para pegar logo o canudo e viver daqui a pouco.
Viver AGORA.
Ser feliz AGORA.
E o meu hedonismo está completamente satisfeito, porque eu escolhi como "obrigação" o que eu faria por puro tesão, por puro deleite, por pura paixão.
E eu sou libriana, eu não trabalho, eu me apaixono.
Não existe tédio agora, não existe o depois, não existe apatia.
Eu rio, choro, sinto, penso, eu posso ser intensa como quero ser.
E assim eu tenho epifanias o dia inteiro, explosões, espasmos.
Assim tem sido meus dias.
E assim os farei ser para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário